“Que idéia é essa,

“Que idéia é essa,

“Que idéia é essa,
que entorna o caldo,
derrama o mel,
quebra a vidraça,
que derrepente passa
e me entorna a cabeça?
Que idéia é essa,
que chega descalça,
cabelos ao vento,
o peito desnudo,
que desacata tudo
e me vira às avessas?
Que idéia é essa?
Não importa.
Que chegue fazendo barulho,
afastando o entulho,
batendo panela.
Olhem pelas portas e janelas:
o cata-vento está de pernas para o ar.
São idéias novas que põem o mundo para rodar.”
(( Flora Fiqueiredo))

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s