Image

...

” Aproxime-se devagar
Quase tateando o tempo.

Aproxime-se sem medo
E apenas encoste-se em meus sonhos. ”

((Ana €!¡sa))

Advertisements

Divina Música!

Image

Divina Música!

Divina Música!
Filha da Alma e do Amor.
Cálice da amargura
E do Amor.
Sonho do coração humano,
Fruto da tristeza.
Flor da alegria, fragrância
E desabrochar dos sentimentos.
Linguagem dos amantes,
Confidenciadora de segredos.
Mãe das lágrimas do amor oculto.
Inspiradora de poetas, de compositores
E dos grandes realizadores.
Unidade de pensamento dentro dos fragmentos
Das palavras.
Criadora do amor que se origina da beleza.
Vinho do coração
Que exulta num mundo de sonhos.
Encorajadora dos guerreiros,
Fortalecedora das almas.
Oceano de perdão e mar de ternura.
Ó música.
Em tuas profundezas
Depositamos nossos corações e almas.
Tu nos ensinaste a ver com os ouvidos
E a ouvir com os corações.

((Gibran Khalil Gibran))

Quem disse..

Image

Quem disse..

Quem disse..

Quem disse
que pra eu te sentir
tens de estar ao meu lado
Se tu é o ar que respiro…

Quem disse
que pra eu te abraçar
tens de estar ao meu lado
se o vento me abraça
em forma de você…

Quem disse
que pra eu te amar
tens de estar ao meu lado
se você habita em mim.

((Joe Luigi))

Mocidade

Image

Mocidade

Mocidade

Doce filha da lânguida tristeza
Ergue a fronte pendida – o sol fulgura!
Quando a terra sorri-se e o mar suspira
Por que te banha o rosto essa amargura?!

Por que chorar quando a natura é risos,
Quando no prado a primavera é flores?
– Não foge a rosa quando o sol a busca
Antes se abrasa nos gentis fulgores.

Não! – Viver é amar, é ter um dia
Um amigo, uma mão que nos afague;
Uma voz que nos diga os seus queixumes,
Que as nossas mágoas com amor apague.

A vida é um deserto aborrecido
Sem sombra doce, ou viração calmante;
– Amor – é a fonte que nasceu nas pedras
E mata a sede à caravana errante.

Amai-vos! disse Deus criando o mundo,
Amemos! – disse Adão no paraíso,
Amor! – murmura o mar nos seus queixumes,
Amor! – repete a terra num sorriso!

Doce filha da lânguida tristeza
Tua alma a suspirar de amor definha…
– Abre os olhos gentis à luz da vida,
Vem ouvir no silêncio a voz da minha!

Amemos! Este mundo é tão tristonho!
A vida, como um sonho – brilha e passa;
Porque não havemos p’ra acalmar as dores
Chegar aos lábios o licor da taça?

O mundo! o mundo! – E que te importa o mundo?
– Velho invejoso, a resmungar baixinho!
Nada perturba a paz serena e doce
Que as rolas gozam no seu casto ninho.

Amemos! – tudo vive e tudo canta…
Cantemos! seja a vida – hinos e flores;
De azul se veste o céu… vistamos ambos
O manto perfumado dos amores.

(( Casimiro de Abreu))

..

Image

..

Sou como você me vê…posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,depende de quando e como você me vê passar…Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração…Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre…

((Clarice Lispector))