Talvez

Talvez

Talvez eu nunca tenha sentido
as coisas assim,
tão genuinamente:
a raiva, o amor, a alegria, a tristeza,
a ansiedade, o afeto…
As minha emoções tem emergido
sem qualquer filtro,
sem qualquer disfarce.
E pela primeira vez eu me permito ficar
com elas dando a cada uma
a sua importância,
que me pedem,
porque elas não me governam,
são apenas emoções,
são a minha transparência…

((Marla de Queiroz))

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s